Tudo sobre: Intolerância à lactose

A intolerância à lactose é um problema que afecta cerca de 70% da população mundial, sendo causada pela deficiência da enzima lactase (a enzima necessária para realizar a digestão adequada da lactose).

A lactose é um dissacárido (açúcar) presente no leite e todos os seus derivados. Se ocorrer falta de lactase, a lactose avança para o cólon (intestino grosso), onde será fermentada pelas bactérias intestinais, formando gases e ácidos orgânicos. A formação dos gases provoca distensão abdominal e/ou cólicas. Poderá ocorrer diarreia nos indivíduos mais sensíveis.

A intolerância ao leite apresenta um quadro clínico diferente da alergia ao leite. A alergia ao leite é provocada por uma reacção imunológica no organismo e não por uma deficiência enzimática. A alergia ao leite apresenta os seguintes sintomas: vómitos, vermelhidão, erupção cutânea, dificuldade respiratória, diarreia, etc.

Quase todas as pessoas podem tolerar até 6g de lactose encontradas em 120mL de leite. Se pequenas quantidades forem gradualmente adicionadas durante cerca de 3 meses, muitos adultos poderão acabar por se adaptar a + 12g lactose por dia, o que equivale a uma chávena de 230mL de leite.

Assim, o consumo regular de leite por indivíduos com deficiência de lactase pode aumentar o limiar em que verifica-se a diarreia – estado de adaptação. A redução da flatulência indica uma adaptação intestinal à dieta rica em lactose, depois de algumas semanas de ingestão regular e gradual de leite e derivados. 

Lacticínios – Qual a melhor opção?

Os indivíduos que sofrem de intolerância à lactose não devem restringir o consumo dos lacticínios. Actualmente existem imensas opções que podem substituir o consumo de leite.

Os iogurtes lácteos são bem tolerados pois contêm fermentos que digerem parcialmente a lactose, tornando possível o seu consumo na quantidade de 1 iogurte por dia.

O mesmo verifica-se com os queijos onde a lactose encontra-se parcial ou totalmente hidrolisada e o seu consumo não apresenta transtornos gastrointestinais. Exemplos de queijos isentos de lactose são os de pasta dura como é o caso do queijo flamengo.

 

Intolerância grave –  O que fazer?

Se o paciente for muito sensível, aconselha-se restringir o consumo de qualquer alimento com lactose e verificar sempre os rótulos alimentares quanto à presença de: espessantes, proteína do soro do leite, resíduos de leite, sólidos do soro do leite.

One thought on “Tudo sobre: Intolerância à lactose

  1. HOJE TEM NO MERCADO, vários produtos sem lactose. QUEIJO SEM LACTOSE principalmente aos que gostam de um mixto quente. Leite sem lactose e outros produtos. NÃO SE TRATA DE PRODUTOS DE SOJA.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

insert emoticons