Frescos, congelados, cozinhados ou enlatados?

Afinal o que é verdade e o que é mito? O tomate cozinhado é tão benéfico quanto o fresco? Os espinafres congelados ainda têm vitaminas? Quanto tempo podemos guardar os alimentos na nossa casa? Os enlatados são pobres em nutrientes? O que podemos fazer para evitar as perdas vitamínicas dos alimentos durante a preparação?

Armazenamento dos alimentos

O conteúdo vitamínico de um alimento depende em primeiro lugar da origem da planta ou animal enquanto está vivo e em crescimento. A maturidade de uma fruta ou legume no momento da colheita também influencia o seu teor vitamínico.

A luz, o calor, o ar, os ácidos e os líquidos podem destruir ou remover as vitaminas, assim, o modo de armazenamento e processamento são importantes. O ideal seria escolher frutas e vegetais frescos diariamente para minimizar as perdas de nutrientes associados ao armazenamento prolongado.

Congelados e enlatados, sim ou não? 

O processamento alimentar apresenta várias vantagens como sendo: a conservação dos alimentos, consumo de produtos sazonais durante todo o ano, maximiza a qualidade microbiológica e muitas vezes preserva nutrientes importantes. Contudo durante o tratamento industrial o alimento sofre exposição à inúmeros factores que podem degradar vários compostos activos do alimento e induzir grandes perdas de vitaminas mais sensíveis.

O processamento térmico usado nas conservas com frutos ou vegetais induzem pequenas ou grandes perdas vitamínicas.

Por outro lado, o teor de vitaminas dos alimentos enlatados é estável e permanece constante mesmo após dois anos de prateleira. O conteúdo de tiamina (vitamina B1) nas carnes enlatadas e feijão é comparável às versões preparadas em casa.

As fontes vegetais de folato, como as que se encontram nos espinafres, retêm a maior parte do folato quando congelados.

Os carotenos presentes em vegetais e frutas são estáveis após o processo de enlatamento. As pesquisas recentes sugerem que o licopeno, o antioxidante e a substância ativa do tomate, é mais eficaz depois de submetido a aquecimento ou enlatado.

E a melhor maneira de cozinhá-los? 

Para maximizar o conteúdo de vitaminas devemos usar o mínimo de calor, uma quantidade mínima de água de cozimento e a mínima exposição ao ar.

Ao cortar um alimento, como os brócolos, reduz-se o tempo de cozimento mas também permite uma maior área de superfície de contacto, destruindo as vitaminas.

O vapor e o microondas são os melhores métodos de confeção para preservar o conteúdo de vitaminas, porque minimizam o tempo de cozimento e o uso da água. Na fervura tente usar poucos líquidos para evitar a dispersão das vitaminas solúveis em água.

Minimizar (calor, água, exposição ao ar) para maximizar!

 

Caso gostou do post não se esqueça de deixar o seu comentário, clicar no “Gosto” ou partilhar com os amigos este conteúdo.

Caros leitores e queridas leitoras podem sugerir novos temas ou dúvidas que tenham para futuras publicações.

Até ao próximo post!

2 thoughts on “Frescos, congelados, cozinhados ou enlatados?

  1. Não tinha a menor ideia de como conservar os alimentos, e oque devemos usar para cozinhar…. Uma pergunta… è verdade que bebendo cerca de 2 litros de água diárias emagrece? ^BJSSSSSSSS*:*:;*

  2. Há aqui 2 questões a esclarecer. A água não engorda nem emagrece!!!
    Para que determinado alimento apresente propriedades energéticas é necessário que este possua calorias. A água é um líquido inerte do ponto de vista nutricional, ou seja, tem na sua composição apenas moléculas de H2O e alguns sais minerais, sendo isenta de calorias. Assim a água não engorda!!!

    Sabemos também que água apresenta inúmeros benefícios à saúde humana, nomeadamente, o arrefecimento corporal, o transporte de nutriente no organismo, permite o funcionamento cardíaco, renal e digestivo/intestinal. A ingestão de água ao longo do dia favorece um controlo melhor das crises de fome e confere maior saciedade após as refeições. Contudo, sem uma alimentação saudável, sem a prática de actividades física, a ingestão de 1L, 2L ou 3L de água por dia não poderá só por si induzir a perda de peso.

    Espero que esclareci a questão apresentada. Um beijinho {36} {36} {36}

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

insert emoticons